AvesBelenenses SADBenficaBoavistaBragaChavesFC PORTOFeirenseMaritimoMoreirenseNacionalPortimonenseRio AveSanta ClaraSportingTondelaVit.GuimarãesVitória de Setubal

Você está aqui:Temática Futebol»Jogadores & Treinadores»SÉRGIO CONCEIÇÃO É O HOMEM DO ANO DE 2018 PARA A BOLA
quarta, 02 janeiro 2019 22:53

SÉRGIO CONCEIÇÃO É O HOMEM DO ANO DE 2018 PARA A BOLA Destaque

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

Foi num início de noite de nevoeiro, já entre o Natal e a passagem de ano, que Sérgio Conceição recebeu A BOLA no Olival. Faz sentido. O treinador que em 2018 devolveu os títulos ao FC Porto depois de um jejum de quatro épocas bem pode ser visto, pelos adeptos, como uma espécie de Dom Sebastião. Quando chegou, há ano e meio, eram mais as dúvidas do que as certezas. Normal. Todos sabiam o que tinha sido como jogador mas poucos saberiam o que poderia ser como treinador. As passagens por Académica, Olhanense, SC Braga e Nantes talvez levantassem um pouco o véu, mas Conceição era, então, uma incógnita. Ainda para mais chegando a um FC Porto em assumidas dificuldades financeiras, que convidavam a alguma prudência. Conceição não se encolheu. Aceitou o desafio de peito feito. O resto é história. Um campeonato, uma Supertaça e uma fase de grupos da Champions 2018/2019 para a história, devolvendo aos adeptos portistas o orgulho num clube que há muito se habituou a ganhar. Não havia, portanto, grandes dúvidas na hora de escolher quem seria a Personalidade do Ano de 2018 para A BOLA. Sérgio Conceição seria, sempre, a escolha óbvia.


Na entrevista que nos concedeu, o treinador do FC Porto deu-se a conhecer um pouco mais. Sérgio Conceição gosta, como ele próprio costuma dizer, de falar de futebol. De táticas. De planos. De como prepara a equipa consoante o adversário que tem pela frente. Do modo como olha para os jogadores de uma forma abrangente, tirando deles o máximo rendimento. Disso falará nas próximas páginas. Mas sabe, também, que é um treinador que suscita curiosidade, não apenas por aquilo que se percebe nos jogos da sua equipa mas, em especial, por uma personalidade muito própria, que vale a pena tentar conhecer. Talvez por ter noção disso, não mostra problemas em responder às perguntas mais complicadas. Assume-as, até, como naturais. Rebate-as sem complexos, algo apenas ao alcance de quem está muito seguro de si. Os títulos ajudam, é verdade, mas não explicam tudo.
No fundo, a ideia que fica a quem apenas o conhecia pelo que ia vendo na televisão é que Sérgio Conceição é, de facto, aquilo que mostra ser. Não há ali qualquer tentativa de criar uma personagem, algo muito comum a figuras públicas, no futebol e não só, que normalmente encontram nesse modo de estar uma forma de se protegerem. Sérgio não. Ri quando tem de rir, faz cara séria quando acha que o assunto é sério, zanga-se se entender ser caso disso. Como o próprio diz a meio da entrevista, «o principal segredo de um treinador é ser genuíno». É uma forma interessante de se definir. E, goste-se ou não, é isso que se sente quando se está uns minutos à conversa com o treinador do FC Porto. É como é, pouco se importando se com isso faz amigos ou inimigos. Aliás, a forma como tem lidado com o balneário, sem problemas em enfrentar pesos pesados, é o mais claro sinal da sua filosofia como técnico: ninguém está acima do grupo, ninguém (nem ele próprio, apesar de tudo o que já fez), está acima do FC Porto. São esses os seus dois lemas. O outro é ser justo. Talvez por isso tenha recuperado tantos jogadores de quem todos já tinham desistido. Estará aí, na sua forma de lidar com o balneário, o seu maior segredo. Não o diz Sérgio assim, tão abertamente, mas irá o leitor percebê-lo ao ler a entrevista que nos concedeu. Eis o homem de 2018 para A BOLA.  

Ler 45 vezes

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information