AvesBelenenses SADBenficaBoavistaBragaChavesFC PORTOFeirenseMaritimoMoreirenseNacionalPortimonenseRio AveSanta ClaraSportingTondelaVit.GuimarãesVitória de Setubal

Você está aqui:Temática Futebol»Jogadores & Treinadores»«NÃO SOU O MESMO PESEIRO, SOU MAIS TREINADOR»
domingo, 21 outubro 2018 23:04

«NÃO SOU O MESMO PESEIRO, SOU MAIS TREINADOR» Destaque

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

Em contagem decrescente para o embate com o Arsenal, na Liga Europa, José Peseiro lembrou a final perdida para o CSKA Moscovo, em Alvalade, aquando da primeira passagem pelo clube, na época 2004/05.

 

«Nessa época, começámos de forma atribulada. Fizemos mais de 100 golos e não concretizámos o que merecíamos. Infelizmente, não conseguimos títulos, mas não invalida a grande temporada realizada», disse em entrevista à UEFA, lembrando o estilo de jogo da equipa nessa altura:

 

- Tinha uma ideia de jogar muito concreta. Éramos muito ofensivos e irreverentes, mas faltou-nos algum equilíbrio defensivo. Os jogadores conseguiam marcar golos e dava gosto ver aquela equipa jogar. Na final da Taça UEFA, podíamos ter ganho, mas no futebol as coisas não acontecem como nós queremos. Futebol é futebol... fizemos coisas muito boas e, apesar de não termos vencido, deixámos a nossa marca.

 

Volvidos 13 anos, José Peseiro explica o que mudou: «Não sou o mesmo José Peseiro. Hoje sou mais treinador, mais estável e com maior equilíbrio ofensivo e defensivo. Evoluí em termos psicológicos, tácticos... tenho outras ideias. O Sporting de 2018/19 joga num 4-2-3-1 porque estes jogadores têm esse tipo de características.»

 

Sobre o regresso ao Sporting: «Em função do contexto que encontrámos, tivemos de reconstruir uma equipa e elevar os níveis de confiança. Sei que com união, trabalho, profissionalismo e ambição podemos conquistar títulos e as derrotas não nos vão desviar do caminho. Temos uma nova Direção e caminhamos juntos. Tenho os melhores jogadores do campeonato.»

 

Em relação ao jogo com o Arsenal: «Temos tantas possibilidades de vencer o Arsenal como vice-versa. A motivação estará no auge, vamos delinear bem a estratégia. Ambicionamos ser os primeiros do grupo e temos essa missão, mas sabemos das dificuldades. Tudo pode acontecer.»

Ler 62 vezes Modificado em domingo, 21 outubro 2018 23:05

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information