Aves BenficaBoavistaBraga FC PORTO MaritimoMoreirense PortimonenseRio AveSanta ClaraSportingTondelaVit.GuimarãesVitória de Setubal

Você está aqui:Modalidades»Ciclismo»Ciclismo Estrada»Melhor etapa da Volta coroa basco no Santuário de Santa Luzia
quinta, 09 agosto 2018 00:02

Melhor etapa da Volta coroa basco no Santuário de Santa Luzia Destaque

Escrito por Rádio Renascença
Classifique este item
(0 votos)

Enrique Sanz (Euskadi-Murias) venceu a sétima etapa da 80ª Volta a Portugal em bicicleta.

O basco impos-se ao "sprint", na chegada ao Santuário de Santa Luzia (Viana do Castelo), coroando aquela que foi a melhor e mais emocionante tirada da principal prova velocipédica nacional deste ano.

Raúl Alarcón (W52-FC Porto), no terceiro lugar, atrás de Daniel Mestre (Efapel), voltou a encabeçar um dia glorioso do conjunto azul e branco e conserva a camisola amarela, sinónimo de liderança da geral individual. Vicente García De Mateos (Aviludo-Louletano) e Joni Brandão (Sporting-Tavira) foram quarto e quinto classificados, respetivamente.

Nas contas da geral individual, tudo na mesma. Alarcón continua a vestir de amarelo, com 52 segundos de avanço face a Joni Brandão. Depois, o "fosso" já parece irrecuperável para o terceiro classificado, De Mateos (a 1m41s do líder) e Edgar Pinto (Vito-Feirense), a 1m58s.

O filme da etapa

Ataque, contra-ataque, fuga, fuga anulada pelo pelotão, nova fuga, média de velocidade quase sempre a rondar os 46 km/h. Enfim, todos os ingredientes de uma ligação de 165,5 quilómetros, entre Montalegre e Viana, que fazem desta a tirada mais entusiasmante da Volta deste ano.

A colorir a passagem da caravana pelo centro da cidade vianense, centenas de pessoas nas bermas da estrada, dando o ímpeto final aos corredores para a subida ao Santuário.

O italiano Danilo Celano, protagonista de várias fugas, ainda ameaçou a vitória isolada mas foi alcançado pelo restante grupo, mercê do trabalho praticamente perfeito da W52-FC Porto, com Ricardo Mestre, numa primeira instância e, depois, João Rodrigues, a "puxar" Alarcón para a disputa da vitória mas, acima de tudo, para o controlo da jornada.

Sanz acabaria por ser o mais forte em mais uma "escalada" sensacional ao Santuário de Santa Luzia mas Daniel Mestre apenas vacilou nos derradeiros metros, já sem "pedalada" para apontar ao triunfo.

O valenciano Alarcón, que fechou o pódio da sétima etapa, está assim cada vez mais perto de vestir de amarelo em Fafe, no domingo e consumar o "bis" na Volta.

Amanhã, corre-se a segunda etapa em linha mais curta da "Grandíssima" deste ano. Serão 147,6 quilómetros a ligar Barcelos a Braga, com quatro prémios de montanha - dois de terceira categoria, um de quarta e um de segunda, com duas passagens pelo Sameiro - e três metas volantes.

Ler 220 vezes

Deixe um comentário

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.

Parceiros Estrategicos:

   WS Consulting  

We use cookies to improve our website and your experience when using it. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our privacy policy.

  I accept cookies from this site.
EU Cookie Directive Module Information